terça-feira, 31 de maio de 2011

PRORROGADA INSCRIÇÃO PARA ENEL 2011


      PRORROGAÇÃO DO PERÍODO PARA INSCRIÇÃO DE TRABALHOS
DE 31 DE MAIO PARA 3 DE JUNHO
  O ENEL (Encontro Nacional dos Estudantes de Letras) é o grande evento anual de integração discente da área de Letras do Brasil. Nele, a partir de um foco fundamentalmente político, discute-se as condições dos estudantes em geral, e, mais especificamente, de Letras do país, bem como as futuras condições de trabalhadores em educação pelo ensino de línguas e literaturas, levando em conta as transversalidades e as multidisciplinaridades. Discute-se também as condições de trabalho dos bachareis (em estudos literários, linguísticos e dos tradutores), tendo sempre em cena uma formação política socializante e que atenta à dignidade do outro no espaço das diferenças. O ENEL também integra os estudantes de Letras do Brasil conforme a produção científica (de graduação e de pós-graduação), de extensão e cultura que estão em desenvolvimento e aplicação nas instituições de ensino superior brasileiras. Esse ano o ENEL terá como parte da sua programação o I  SNL (Seminário Nacional de Libras), uma novidade no encontro, que tem o objetivo de integrar Surdos e profissionais da área, promovendo interação social e respeitando as diferenças.
-------------------------------------------------------------------------------------------------
OUTRAS INFORMAÇÕES: http://enelgoiania2011.blogspot.com/

http://tinyurl.com/4xvhsxu

sexta-feira, 27 de maio de 2011

CONTRATAÇÃO DE CAMÊRA DE VIGILÂNCIA

Iniciado processo de contratação de serviços de vigilância eletrônica Imprimir E-mail
27-May-2011
A Administração Superior da UFC autorizou, ontem (26), a abertura do processo de contratação de serviços de monitoramento eletrônico para a instituição. A decisão foi do Pró-Reitor de Administração, Prof. Luís Carlos Uchôa Saunders, após reunião onde foi apresentado o anteprojeto de Circuito Fechado de TV (CFTV).
O CFTV será instalado nos campi do Pici, Benfica e Porangabuçu. Na ocasião, foi discutido o anteprojeto, detalhando-se os locais onde seriam instaladas as câmeras, bem assim os custos de implantação do sistema. O espaço a ser coberto nas unidades acadêmicas e administrativas inclui áreas externas, estacionamentos e pontos de acesso aos três campi.

Segundo o engenheiro Rafael Henriques, Coordenador de Obras e Projetos da UFC, o circuito fechado proporcionará mais segurança para a comunidade acadêmica e ajudará a evitar novos casos de violência nos campi.

Participaram da apresentação o engenheiro Rafael Henriques, da Coordenadoria de Obras e Projetos; os prefeitos dos campi de Fortaleza, José Herculano, Murilo Dodt, Francisco Abreu e Ronaldo Esmeraldo; o Chefe da Segurança, Gumercindo Pinho; e o Chefe do Departamento de Atividades Auxiliares, Marcelino Souza.

Fonte: Engenheiro Rafael Henriques, Coordenador de Obras e Projetos da UFC - (fone: 85 3366 9540)

BOLSAS PIBID - INSCRIÇÃO ATÉ DIA 31 DE MAIO



Período, local e horário das inscrições:
As inscrições ocorrerão nos dias úteis, entre 26 a 31 de maio de 2011, para os
candidatos às vagas em Juazeiro do Norte e em Fortaleza. O candidato deverá
solicitar a inscrição, mediante requerimento específico, disponível no momento da
solicitação, endereçado ao Pró-Reitor de Graduação da UFC. Os documentos e
formulários, devidamente preenchidos e assinados pelo(a) estudante, deverão ser
entregues nas Coordenações dos respectivos cursos.

Em nosso Curso - Letras - o horário de inscrição realizar-se-á das
Das 9:00 às 12:00 e das 14:00 às 17:00

Número de Vagas ofertadas: 12
Valor da Bolsa: R$ 400,00
Carga-Horária: 12 horas/semanais + 4 horas de reunião com coordenador

Mais informações acesse: www.prograd.ufc.br
Ou ligue 33667608/7609 

quinta-feira, 26 de maio de 2011

FUNCIONÁRIO NO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA

Olá a todos,

é com imenso prazer que vimos comunicar a todos a informação que obtivemos hoje, dia 26 de maio de 2011.
Depois de muito sofrer e correr atrás para a reabertura do NOSSO laboratório de informática, informamos que o novo funcionário do laboratório de informática será o Senhor Altino Versosa. Ele compareceu ao SRH, a Coordenação do Curso de Letras e ao C.A.P.A. para nos dizer que a partir de SEGUNDA-FEIRA, pela manhã, reabrirá o laboratório, mesmo em estado precário.

Gostaríamos de informar também que novos computadores já foram solicitados e que o funcionário entende que o laboratório não pode mais continuar da forma que está, juntos estamos procurando mais formas para agilizar todo o processo.

O C.A.P.A.- Gestão Diálogos informa que isto é uma vitória de todos os estudantes e que desde o momento em que iniciamos nossa gestão tentávamos arranjar um novo funcionário. Sabemos que isto não é o bastante,   e por isso não pararemos com nossa insistência para conseguirmos um novo laboratório, a UFC nos deve isso.

Desde já contamos com a ajuda de todos para que consigamos juntos o que todos entendem ser um bem para todos.


GESTÃO DIÁLOGOS -  O NOSSO PARTIDO É O CURSO DE LETRAS

terça-feira, 24 de maio de 2011

PACOTE PARA ENEL, INFORMAÇÕES

A AGENTE DE VENDAS DA CASABLANCA TURISMO JÁ SINALIZOU PARA FECHARMOS O NOSSO PACOTE PROMOCIONAL. 
SEGUE ABAIXO OS VALORES E FORMAS DE PAGAMENTO DO AÉREO + TAXAS DE EMBARQUES + TRANSLADO (TRANSFER).

COMO É O PACOTE:
* PASSAGENS IDA E VOLTA FORTALEZA-BRASÍLIA-FORTALEZA C/ TAXAS DE EMBAQUE INCLUSAS

* TRANSLADO (TRANSFER) BRASÍLIA-GOIÂNIA-BRASÍLIA

VALORES CONFIRMADOS:
R$ 889,32 VALOR DO PACOTE

ENTRADA: R$ 63,00 EM DINHEIRO (PASSAGENS  AÉREAS) + TRANSFER: R$ 147,00 ( passa em 1 x no cartão, somente para transfer)
RESTANTE PARCELADO: R$ 679,32 EM 6X SEM JUROS (QUALQUER CARTÃO)

PARA ENTENDER OS CÁLCULOS PARA PARCELAMENTO:
DAMOS UMA ENTRADA DE R$63,00 (SOMENTE EM DINHEIRO) REFERENTE AS PASSAGENS AÉREAS E A TAXA DO TRANSFER DEVE SER PAGA O VALOR TOTAL, PODENDO SER OU EM CARTÃO (1X) OU EM DINHEIRO. AS DUAS TAXAS (ENTRADA DAS PASSAGENS + TRANSFER) DÁ AO TOTAL DE R$ 210,00.
O RESTANTE DO VALOR, R$679,32 (R$889,32 - R$210,00 = 679,32) PODE SER PARCELADO EM ATÉ 6X S/ JUROS EM QUALQUER CARTÃO. FICANDO AS 6 PARCELAS DE R$113,22.

EM BREVE, ESTAREMOS MARCANDO UMA REUNIÃO PARA MAIS ESCLARECIMENTOS. AVISO-LHES, TAMBÉM, QUE DIA 03.06 (SEXTA-FEIRA) ESTAREI A PARTIR DAS 12HS NA LOJA DA CASABLANCA TURISMO, DO SHOPPING IGUATEMI (NO CORREDOR DA LOJA "O BOTICÁRIO") PARA ACOMPANHAR AS DEVIDAS TRANSAÇÕES. MAS, ADIANTO-LHES QUE, SE QUISEREM EFETUAR LOGO A COMPRA DE SEU PACOTE, FAÇAM SOMENTE COM A PRINCYA PONTE. ELA SE ENCONTRA NA LOJA A PARTIR DAS 12HS. SEGUE, ABAIXO, OS CONTATOS DELA.

PRINCYA PONTE
3466-6038 / 9234-60378
E-MAIL (mandar e-mal sempre para os dois): princya.ponte@casablanca.tur.br 
                                                                              princya.ponte@casablancaturismo.com.br

ESPALHE A NOTÍCIA E CONVIDEM MAIS PESSOAS PARA ADERIREM ESSA CAMPANHA!

ABRAÇO À TODOS!!!




Universidade Federal do Ceará
Centro de Humanidades - CH1
Curso Letras
Comissão Cearense Enel 2011

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Medo ronda também campi de outras universidades do Brasil


ACESSE O LINK PARA VER O VÍDEO

As portas ficam abertas. Motoristas e pedestres entram livremente no campus da Universidade Federal do Ceará(UFC), que é rodeado por árvores e mata fechada. Em outro campus, uma onda de violência tem assustado os estudantes. “Teve um caso em que houve tentativa de estupro de uma moça”, diz a estudante Sandra Mara Silva.
Nas universidades, os vigias não costumam andar armados. Por isso, os alunos pedem uma abordagem mais rigorosa das pessoas que entram no campus. “Um controle e uma identificação. Se você não é estudante, identifique-se na hora de entrar”, sugere a estudante Ana Clara Fernandes.
O acesso aos departamentos é livre durante o dia e a noite. A implantação de catracas com a exigência de identificação dos professores, funcionários, alunos e visitantes é uma proposta que esbarra no conceito de universidade pública.
“A gente precisa estudar alternativas dentro do ponto de vista legal e o que é permitido. Ao mesmo tempo em que as pessoas têm direito de acesso à universidade, um espaço público do conhecimento, e o que precisa ser feito para garantir a segurança de quem aqui está”, afirma a professora Lívia Batista.
“Será que fazendo uma triagem maior na universidade, seria um trabalho nosso? Não. Acho que é complicado que façamos esse tipo de ação na universidade”, diz o chefe de segurança da UFC, Gumercindo Pinho.
Na noite de quinta-feira, uma jovem de 19 anos, estudante do curso de Enfermagem da Universidade Federal do Acre (UFAC), foi estuprada quando esperava o ônibus. A polícia procura o bandido.
 

Estudantes exigem segurança no Campus do Benfica / O POVO online

Alunos vivem cotidiano de insegurança no Campus do Benfica, da UFC. Relatos vão de sequestro-relâmpago a tentativa e estupro
20.05.201101:30


O local deveria ser de produção do conhecimento e convivência harmoniosa entre os estudantes e a sociedade. No entanto, o Campus do Benfica da Universidade Federal do Ceará (UFC) tem se tornado espaço inseguro. Especialmente na área 1 do Centro de Humanidades (CH1), onde estão as Casas de Cultura e o curso de Letras. Lá, nas últimas semanas, segundo os estudantes, houve casos de assaltos, sequestro-relâmpago e até tentativa de estupro. 

Os atos de violência não têm hora para acontecer. Durante o dia ou à noite, os estudantes temem ser surpreendidos. “Um amigo meu foi assaltado dentro do bloco didático de Letras. Ele estava fazendo um trabalho, quando foi abordado por um cidadão armado”, relata o estudante do nono semestre de Letras, Emanuel Lessa, 29, diretor do Centro Acadêmico Patativa do Assaré, do mesmo curso. O assalto ocorreu por volta das 17h30min. Levaram notebook e a carteira do aluno.

Sequestro-relâmpago
Outro dia, à noite, Emanuel conta que uma aluna da Casa de Cultura Alemã estava indo embora, quando foi surpreendida por um sequestro relâmpago. “Fizeram a menina ir até o Centro. Levaram o laptop dela e dinheiro”, acrescenta. Na semana passada, houve uma tentativa de sequestro em um dos banheiros do CH1. O estudante Hernani Gomes Farias da Silva Júnior, 20, que estava próximo ao local, conta que viu uma jovem falando alto e esmurrando as costas de um rapaz.

“Pensei até que fosse briga de namorado. Quando ele saiu correndo, ela me avisou que ele tava mexendo com ela. Até sai correndo atrás dele, mas não consegui pegá-lo”.
Para os estudantes, a facilidade de entrar no Campus deixa o espaço mais perigoso. “É um entra-e-sai o dia inteiro. É muito fácil acontecer algo aqui”, reclama o estudante do sexto semestre de Letras, Nathan Magalhães, 26. Eles criticam ainda a falta de iniciativas eficazes. “Temos sugestões como câmeras de segurança, multiplicação de vigilantes e melhorias da iluminação”, enumera.

Para coibir atos de violência, de acordo com a Pró-reitoria de Administração, foi lançado o serviço “Ligue UFC Segurança”. Em casos suspeitos, os frequentadores do Campus podem ligar para o número 3366 9190. Os estudantes, no entanto, classificam a iniciativa como ínfima. “Não adianta de nada. Eles só chegam depois que o assalto acontece”, criticou uma estudante que preferiu não se identificar.

O quê
ENTENDA A NOTÍCIA
No mês passado, O POVO mostrou casos de violência no Campus do Pici, da UFC. Nas últimas semanas, a insegurança tomou conta do Campus do Benfica, principalmente na área 1 do Cento de Humanidades

SAIBA MAIS

Na edição de 14 de abril, O POVO mostrou casos de violência nos campi do Pici e do Porangabussu. No início de abril, um aluno dá área de Tecnologia sofreu sequestro relâmpago de dentro do Pici.
 
No dia seguinte, um estudante de Engenharia Civil e policial militar foi detido após ameaçar, com uma arma, estudantes, também no Pici. Dias depois, no Porangabussu, um aluno de Medicina passou por sequestro-relâmpago.
 
No Pici, de acordo com o pró-reitor de Administração, Luis Carlos Saunders, além da presença do Ronda do Quarteirão, a recuperação da iluminação já foi assegurada pela Autarquia Municipal de Trânsito (AMC). Também estão sendo feitos serviços de capinação e poda das árvores. A presença da PM no Porangabussu ainda precisa ser acertada com os cursos do campus.

Gabriela Meneses
gabrielameneses@opovo.com.br

quinta-feira, 19 de maio de 2011

CARTEIRAS ESTUDANTIS DA PÓS-GRADUAÇÃO QUE ESTÃO NO C.A.P.A.

ARIADNE MARIA LIMA NOGUEIRA                              MESTRADO EM LETRAS
ANTONIA EXPEDIANA DE ARAUJO ABREU                MESTRADO EM LINGUISTICA
ANDREA MICHILES LEMOS                                            MESTRADO EM LINGUISTICA
ADRIANA PAULA DA SILVA AMORIM                          MESTRADO EM LINGUISTICA
ALAN BEZERRA TORRES                                                 MESTRADO EM LETRAS
ANA KEYLA CARMO LOPES                                            DOUTORADO EM LINGUISTICA
ALYNI FERREIRA COSTA                                                MESTRADO EM LETRAS
ALEXANDRA MARIA DE CASTRO E SANTOS            MESTRADO EM LINGUISTICA
DULCILENE RODRIGUES DA SILVA BARRETO        MESTRADO EM LINGUISTICA
ELAINE CRISTINA FORTE FERREIRA                         DOUTORADO EM LINGUISTICA
ELISANGELA NOGUEIRA TEIXEIRA                           DOUTORADO EM LINGUISTICA
ELIANA CARLOS DA SILVA                                           MESTRADO EM LETRAS
EDNUSIA PINTO DE CARVALHO                                 DOUTORADO EM LINGUISTICA
FULVIO DE OLIVEIRA SARAIVA                                  MESTRADO EM LETRAS
FRANCISCO JACSON MARTINS VIEIRA                   MESTRADO EM LETRAS
FRANCISCA LILIANE DA COSTA DOMINGOS          MESTRADO EM LINGUISTICA
GEZENIRA RODRIGUES DA SILVA                              DOUTORADO EM LINGUISTICA
HILDENIZE ANDRADE LAURINDO                              DOUTORADO EM LINGUISTICA
LENA LUCIA ESPINDOLA RODRIGUES FIGUEIREDO    DOUTORADO EM LINGUISTICA
LUCELANE CORDEIRO NOJOSA DE FREITAS                 MESTRADO EM LINGUISTICA
LAVINIA RODRIGUES DE JESUS                                         DOUTORADO EM LINGUISTICA
LEIA CRUZ DE MENEZES                                                      DOUTORADO EM LINGUISTICA
JOSE OLAVO DA SILVA GARANTIZADO JUNIOR          MESTRADO EM LINGUISTICA
KELVIA FREITAS ABREU                                                     MESTRADO EM LINGUISTICA
KALINE ARAUJO MENDES DE SOUZA                              DOUTORADO EM LINGUISTICA
KATIA CILENE DAVID DA SILVA                                       DOUTORADO EM LINGUISTICA
KENNEDY CABRAL NOBRE                                                 DOUTORADO EM LINGUISTICA
KLEBIA ENISLAINE DO NASCIMENTO E SILVA            DOUTORADO EM LINGUISTICA
MARIA LEIDIANE TAVARES FREITAS                              MESTRADO EM LINGUISTICA
MARCILENE GASPAR BARROS                                          MESTRADO EM LINGUISTICA
MARIA VALDENIA FALCAO DO NASCIMENTO            DOUTORADO EM LINGUISTICA
MIRNA GURGEL CARLOS DA SILVA                                DOUTORADO EM LINGUISTICA
SARA DE PAULA LIMA                                                       MESTRADO EM LINGUISTICA
VANESSA LIMA MARTINS                                                 MESTRADO EM LINGUISTICA
VICENTE DE LIMA NETO                                                   DOUTORADO EM LINGUISTICA
VICENTE DE PAULA DA SILVA MARTINS                       DOUTORADO EM LINGUISTICA
  

sábado, 14 de maio de 2011

ENEL - VIAGEM PAGA

Olá a todos. Conseguimos somente agora ter uma resposta da CasaBlanca sobre o valor que pagaremos se formos para Goiânia de avião. Tendo em vista que a passagem e avião se tornou muito cara, por ser alta estação no meio do ano. Encontramos uma solução para baratear a viagem. De irmos até Brasília e avião e de lá pegarmos um ônibus até Goiânia.


SEGUE VALORES:
 
AÉREO:
FORTALEZA / BRASILIA - 06:22 / 09:00

BRASILIA / FORTALEZA - 21:14 / 23:54

VALOR POR PESSOA: R$ 709,32


FORMA DE PAGAMENTO:

ENTRADA R$ 30,00 O RESTANTE EM 5X SEM JUROS



TRANSPORTE TERRESTRE:


Transporte de Brasilia a Goiânia, ida e volta!

VALOR POR PESSOA: R$180,00


FORMA DE PAGAMENTO:

ENTRADA: R$ 77,10 + RESTANTE R$ 109,90 de uma so vez!!!



TOTAL DO PACOTE POR PESSOA:

R$ 889,32




Precisamos ter presa pois não vão segura esta tarifa por muito tempo!



Atenciosamente,

quarta-feira, 11 de maio de 2011

E-MAIL ENVIADO A TODOS OS PROFESSORES ESTA MANHÃ

Olá a todos,


Bom dia. Vimos por meio deste informar aos professores que na última segunda-feira, dia 09 de maio às 15:00horas, o Centro Acadêmico de Letras realizou uma Manifestação contra a Falta de Segurança dentro da UFC. Sabemos que não foi possível comunicar a todos os professores, tendo em vista que não tínhamos acesso ainda aos e-mails corretos dos mesmos. 
Portanto, vimos comunicá-los e avisá-los que a manifestação teve um "certo efeito". 

A Mídia foi ativada, e entrevistas foram concedidas por estudantes não só do Curso de Letras. Sabemos que apenas isto não adianta. Mas assim estamos sendo uma pedra no caminho das instâncias superiores dentro da UFC. O Centro Acadêmico Patativa do Assaré está fazendo jus ao nome que leva. Desde já informamos que isto não está sendo puxado pelo DCE, mas sim pelo CA de Letras que desde o início de Novembro de 2010 vem realizando um trabalho exemplar.

Sabemos que os estudantes tem peso dentro da Universidade, mas quando chegamos no momento de uma votação, os estudantes só possuem 15% dos votos. E que os professores são grande maioria arcando com 70%. Os professores sempre falam que os estudantes tem peso, mas tendo em vista a percentagem, é fato que não. Entendemos que se vocês, professores, não se manifestarem contra a falta de segurança, de nada adiantará a nossa posição. 

É difícil chegar a uma solução dentre os estudantes. Iremos tentar realizar na semana que vem um seminário, ou mesa-redonda se possível com algum representante da Reitoria, Gumercindo - responsável pela DVS - e gostaríamos que alguns professores compusessem a mesa. Também estamos pensando em realizar uma caminhada do Bosque Moreira Campos até a Reitoria na semana que vem. E ainda existem alunos que cogitam a GREVE de alunos. Mas sabemos que nada pode ser construído sem um bom diálogo e sem a ajuda de todos.

As propostas dadas pelos estudantes são as seguintes até agora: 
1) Câmera de vigilância 
2) Catracas 
3) Aumento de vigilantes do DVS no campus 
4) Melhor iluminação 
5) Segurança armada
Todas essas propostas criam divergências entre os estudantes. O C.A.P.A. - Gestão Diálogos começa a se manifestar a favor de uma melhor iluminação, mais vigilantes no campus, sem estarem armados, e que câmeras de vigilância fossem instaladas. Entendemos que o assunto das catracas causa muita discussão e isso é algo que precisa ser discutido com calma.

Desde já deixamos nosso agradecimento pelo apoio dos professores e convocamos todos para que se unam a nossa luta.

SEGURANÇA JÁ DENTRO DA UFC!


ACESSEM NOSSO BLOG PARA MAIS INFORMAÇÕES

DIÁLOGOS
Sabem onde nos encontrar

terça-feira, 10 de maio de 2011

CONFIRMADO ÔNIBUS DO ENEL

A Pró-reitoria de Assuntos Estudantis da UFC confirmou hoje que o ônibus solicitado pelo Centro Acadêmico para o XXXII ENEL foi CONFIRMADO.

O C.A.P.A. informa que os estudantes interessados se inscrevam para o evento, pois a prioridade de vaga no ônibus é para aqueles alunos que irão apresentar trabalho. Sendo a demanda muito grande, os critérios de seleção serão: APRESENTAÇÃO DE TRABALHO + ORDEM DE CHEGADA DE CADASTRO
O prazo para envio de trabalhos encerra dia 31 de maio de 2011.

A partir do dia 06 de junho será disponibilizado no Centro Acadêmico uma ficha de cadastro. Os documentos necessários para o cadastro são: a. ficha preenchida; b. comprovante de matrícula carimbado pela coordenação; c. comprovante de apresentação de trabalho impresso (carta de aceite ou e-mail de confirmação de recebimento de resumo da organização do evento).

O cadastro será no C.A.P.A.



Responsáveis pelo ônibus:

Júnior Farias (juninhoq7@yahoo.com.br)
Rodrigo Ávila (rodrigooavilaa@gmail.com)

Qualquer dúvida entrar em contato com os responsáveis.

OFÍCIO CRICULAR Nº 0031/11/DLE

Caros,

devido a todos os acontecimentos de insegurança presenciados nestes últimos dias, o Centro Acadêmico Patativa do Assaré - Gestão GRUPO DIÁLOGOS, recebeu hoje (terça-feira,10 de maio de 2011) convocatória para participar no próximo dia 12/05/2011 (quinta-feira) na Sala de Reunião do Departamento de Letras Estrangeiras, às 17h, da discussão a respeito do grave problema da falta de segurança na Área 1 do Centro de Humanidades.

Em anexo, a coordenação do DLE propõe alguns encaminhamentos a serem levados à Diretoria do CH. Aqui resumimos alguns pontos que mostram o posicionamento do DLE (Departamento de Letras Estrangeiras, do Curso de Letras - UFC).



________________________________________


REIVINDICAÇÕES

Fortaleza, ...de 2011

Nós, professores do Departamento de Letras Estrangeiras da Universidade Federal do Ceará, temos vivido momentos de insegurança e vulnerabilidade que têm se agravado drasticamente no espaço do Centro de Humanidades. A insegurança torna-se ainda maior no período noturno (...).

Por inúmeras vezes nossas Coordenações do Curso de Letras, tanto diurno quanto noturno, levaram ao conhecimento da Direção do Centro de Humanidades o diagnóstico da falta de segurança na Área 1 do Centro e solicitações de medidas adicionais de reforço da segurança. No entanto, nenhuma ação concreta foi até agora tomada.

(...) abaixo as situações críticas vivenciadas no espaço da Área 1 do Centro de Humanidades e que nos afligem direta ou indiretamente:

  1. O acesso ao espaço do centro de Humanidades aberto que permite o trânsito livre de visitantes ou usuários sem a necessária identificação;
  2. O número bastante reduzido de vigias; apenas dois vigias de plantão no período da noite, o que não é suficiente para monitorar a segurança do patrimônio material e pessoal da universidade;
  3. A iluminação, tanto interna quanto externa aos prédios, como do bosque e, principalmente, do estacionamento, que além de ser insuficiente, sofre o agravante de ser desligada antes ou após o término das aulas, enquanto alunos e professores ainda circulam pelo espaço;
  4. Os prédios de sala de aula, gabinetes de professores e secretarias administrativas abertos ao acesso de qualquer visitante ou usuário sem a devida identificação;
  5. Alguns gabinetes, providenciados em caráter de emergência para abrigar os novos professores, que não contam com nenhuma outra porta de acesso, senão a de entrada que, durante o expediente, permanece aberta. Isso permite acesso irrestrito a qualquer um, o que é preocupante, haja vista que os gabinetes precisam ficar de portas abertas durante o período de expediente, para que os alunos possam entrar e ser atendidos pelos professores;
  6. A falta de telefones com ramais nos gabinetes, a fim de que a entrada de pessoas seja feita via recepção. O conserto da caixa de ramal do DLE, que há muito não funciona, possibilitaria, assim, a triagem de pessoas na entrada do DLE;
  7. O aumento dos casos de violência, assalto e sequestro relâmpago em número e em gravidade, já que nos casos recentes foram usadas armas de fogo, expondo a um perigo ainda maior não só o patrimônio material da universidade, mas, principalmente, a vida dos alunos, professores e funcionários.
As constatações (...) têm sido constantemente levadas à Direção do Centro pelos nossos representantes. No entanto, não resultaram até o momento em modificações sólidas (...) Dada a situação crítica e aflitiva (...) vimos respeitosamente mais uma vez solicitar de maneira veemente que ações concretas, (...), sejam realizadas com urgência no Centro de Humanidades:

  1. Sejam construídas guaritas nos portões de acessos de pedestres.
  2. O acesso ao centro de Humanidades seja feito por meio de identificação de seus usuários e visitantes nas guaritas de cada portão de acesso e pedestres. Os alunos serão identificados pela carteira de estudante e os professores e funcionários pela carteira profissional. Os visitantes, por sua vez, serão identificados pela apresentação de um documento pessoal válido e com foto, que será deixado na guarita ao registrar o motivo de sua visita ao Centro de Humanidades.
  3. Os visitantes deverão circular pelo campus identificados com crachá de visitante, que deverá ser retomado à mesma guarita pela qual teve acesso ao campus, para que, ao devolvê-lo, receba o seu documento de identificação em troca, quando a visita estiver encerrada. Para isso, deverão ser providenciados, até o final do semestre, os referidos crachás.
  4. A entrada aos blocos de sala de aula seja feita por meio de catraca eletrônica, na qual os alunos sejam identificados por certeira de estudante e professores por carteira profissional.
  5. A identificação dos automóveis que acessam o Centro  de Humanidades por meio de adesivos válidos seja eficaz, pois presenciamos constantemente a presença de carros sem a devida identificação e a cancela do centro aberta.
  6. Câmeras de monitoramento sejam instaladas no espaço interno e reprimam ações indevidas ou ilícitas no campus.
  7. Aumente-se o número de vigias em plantão em cada turno de funcionamento do Centro de Humanidades, e que a ronda dos vigias seja constante, principalmente no turno da noite. Atualmente há apenas dois funcionários para uma área de mais de 5.000 (cinco mil) metros quadrados, com árvores, esquinas, recuos e área mal iluminada.
  8. Conserte-se urgentemente a central de ramais do DLE, para acesso seletivo de usuários e visitantes a recepção, gabinetes e secretaria do Departamento de Letras Estrangeiras.
  9. sejam colocadas novas portas e grades de acesso aos gabinetes novos e a secretaria do DLE.
É dever do estado o direito de cada aluno, professor e funcionário da Universidade Federal do Ceará ter asseguradas as condições mínimas de segurança no ambiente de trabalho e formação acadêmica, o que inclui, principalmente, a proteção à vida.

Com o apoio de nosso sindicato e do Centro Acadêmico do Curso de Letras, de nossos colegas de trabalho, funcionários da Universidade Federal do Ceará e de seu sindicato, e da imprensa fortalezense, abaixo assinamos esta solicitação que deverá ser ouvida pela comunidade universitária e pela sociedade em que a Universidade Federal do Ceará está inserida e que dela se beneficia.


________________________________________

Essas são as medidas defendidas pelo DLE do Curso de Letras. São medidas veementes, que devem ser discutidas com mais cuidado e de forma mais abrangente, o C.A.P.A. DEFENDE A DISCUSSÃO DESSAS MEDIDAS, POIS ACREDITA QUE OS ALUNOS DEVEM PARTICIPAR DE TODO O PROCESSO DE PROMULGAÇÃO. Estamos em processo de Assembleia, para levarmos a mais variadas informações e posicionamentos.

Agradecemos a participação de todos e esperamos que todos contribuam para a construção de uma universidade pública de qualidade, com melhor segurança e que atenda as deficiências da sociedade.


A FALTA DE SEGURANÇA NA UFC!!!

video

URGENTE!!!!NOVA TENTATIVA DE ASSALTO? DE ROUBO?

Olá a todos,




Notícia Urgente. Ficamos sabendo neste exato instante que a aluna JULIANA MARQUES, aluna do 1º semestre do Curso de Medicina acabou de sofrer uma tentativa de assalto ou de estupro, não se sabe, dentro do banheiro feminino que fica do lado do Centro Acadêmico.


ISTO NÃO PODE CONTINUAR!!!


SEGURANÇA JÁ!!!!

O fato aconteceu da seguinte maneira. Ela entrou no banheiro. Após a sua entrada, ela ouviu um barulho de porta fechando. Saiu do box do banheiro e viu que um homem estava dentro do banheiro. Ele mandou que ela afastasse. A aluna que não quis ouvir o meliante, partiu pra cima do agressor e o mesmo saiu correndo.

Júnior farias, Secretário de Organização do Centro Acadêmico Patativa do Assaré do Curso de Letras, saiu correndo em busca do violentador/assaltante. O meliante estava de tênis, blusa gola-polo verde, calça jeas e possuía cabelo curto. Pessoas que viram a correria disseram que ele aparentava ser um aluno.

Mas fica a pergunta: COMO PODE SER UM ALUNO? SÓ POR ESTAR COM UMA VESTIMENTA COMUM?

Por essa e outras que queremos segurança já.
Os alunos não querem Câmera de vigilância, não querem catracas, não querem seguranças armados, não querem nada!!!

COMO VAMOS FICAR? VAMOS APENAS FICAR DIZENDO QUE ISTO É CONSEQUÊNCIA DA SOCIEDADE EM QUE VIVEMOS? VAMOS NOS UNIR E FAZER ALGUMA COISA?
O QUE ESPERAMOS? VAMOS ESPERAR QUE ALGUMA ALUNA OU ALUNO SEJA ESTUPRADO OU MORTO???

E AÍ???


PEDIMOS O APOIO DOS PROFESSORES, DOS ALUNOS, DOS SERVIDORES E DA SOCIEDADE EM GERAL. ISTO NÃO PODE MAIS FICAR DO JEITO QUE ESTÁ!


ESQUEÇAM AS AULAS. ESQUEÇAM O TRABALHO. LUTEM POR UM DIREITO DE TODOS.


AS VÍTIMAS TEM DE APARECER E SE PRONUNCIAR. SÓ DESTA FORMA PODEREMOS LUTAR EM PROL DE UMA SOCIEDADE MAIS SEGURA!!!!




SEGURANÇA JÁ DENTRO DA UFC!!!



Nathan Matos Magalhães 
Aluno do 6º Semestre do Curso de Letras da UFC
Presidente do Centro Acadêmico Patativa do Assaré